Por que não fazer macarrão instantâneo para seu filho?

Por que não fazer macarrão instantâneo para seu filho?
Alimentação
20 de agosto de 2013

Para você entender as razões de não fazer miojo para o seu filho, vamos começar pensando em como ele é feito. Para que o macarrão instantâneo tenha essa consistência e cozinhe rápido (em apenas 3 minutos), ele passa por um processo de fritura podendo ter cerca de cinco vezes mais gordura do que o macarrão tradicional. Algumas marcas apresentarem também o dobro da quantidade de sódio que um adulto saudável deveria ingerir durante um dia todo, esses valores estão acima daqueles recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e outras diretrizes médicas.

macarrao 1Então quando se fala em saúde e bem estar do seu filho ou de sua família, o macarrão instantâneo ou as sopas prontas (desidratadas), realmente são adequados? A resposta é não! Todo mundo já sabe que alta ingestão de sódio e gordura pode trazer sérios riscos a saúde como hipertensão, alteração nos níveis de colesterol e suas conseqüências, como problemas cardiovasculares. Sem contar que o macarrão instantâneo possui na sua composição um realçador de sabor chamado glutamato monossódico, um aditivo alimentar que vem sendo muito estudado e seus efeitos estão sendo comparados com o álcool, nicotina e outras drogas.

Mas na pressa do dia a dia o que a Mãezíssima pode fazer? Que tal trocar o macarrão instantâneo por outra massa de cozimento tão rápido quanto?

Uma ótima opção para crianças e mais saudável, é o macarrão tipo cabelo de anjo. Cozinhe com legumes, carne moída e temperos naturais. Além de ser uma refeição completa, pode ser servido para toda a família.

Dúvidas sobre o macarrão

Quantas vezes por semana posso dar macarrão para meu filho?

 macarrãoTente oferecer o alimento no máximo três vezes por semana. O macarrão é uma fonte saudável de energia, mas deve ser combinado com outros ingredientes. Por ser um carboidrato, o ideal é que venha acompanhado de uma fibra (legumes e verduras) e uma proteína (carnes e grãos).

Os molhos que acompanham o macarrão também são uma ótima opção para enriquecer a dieta do seu filho e apresentar a novos sabores. Que tal um bolonhesa caprichado? Ou um molho rico em Omêga 3 como o de atum e sardinha?

A partir de que idade seu filho pode comer macarrão?

A partir de 6 meses o bebê já pode ingerir macarrão em papinhas e sopas. Mas é importante ficar atento ao risco de obesidade: 100g de macarrão têm 11 calorias. É bom ficar de olho nos molhos também. Uma colher (sopa) de molho branco tem 70 calorias, enquanto a mesma quantidade de molho de tomate tem somente 18 cal.

Mas se você abriu uma exceção e optou por oferecer macarrão instantâneo para seu filho faça isso somente após 1 ano de idade.

E as sopas instantâneas?

E quanto às sopas prontas (desidratadas)? Ela não é indicada para crianças pelos mesmos motivos que o macarrão instantâneo, altos níveis de sódio e gorduras saturadas.

Organize-se utilizando cardápios e sempre que tiver um tempinho sobrando vá até a cozinha e prepare refeições que possam ser congeladas e utilizadas nos momentos de correria. O preparo das refeições  pode ser menos prático, mas é um investimento na saúde do seu filho!

Claudia é Nutricionista no Cardápio do bebê. 

Lembre-se: o ÚNICO profissional capacitado para falar de alimentação é o Nutricionista.

Mande suas dúvidas ou sugestões de temas para a Nutricionista Claudia. Você pode acessar a página de contato ou enviar e-mail para contato@maezissima.com.br.

posts relacionados

4 Comments

  • O nutricionista não é o único profissional capacitado a falar de alimentação. Esqueceram-se dos médicos nutrólogos?

    • Você está certa Ana! Existem os médicos nutrólogos!

  • muito bom seu site parabens endico a todos.

    • Obrigada Gabriel, fique a vontade para enviar depoimentos sobre seu dia a dia com filhos ou sugerir matérias!

      Grande abraço!