Cadê o manual do meu filho?

O que você faria por uma noite inteira de sono? Conheça o trabalho da consultora familiar Renata, da Sosseguinho.

Cadê o manual do meu filho?
Criar e Educar
27 de agosto de 2013

Filhos vêm sem manual. E aí começa todo o dilema da maternidade. Primeiro são as cólicas, as noites intermináveis, depois os dentes, os saltos de desenvolvimento, mais noites em claro. A próxima fase será sempre mais difícil. Foi exatamente durante uma dessas fases que começou a história da Renata Bermudez Konzen da Sosseguinho.

“Helena chorava muito e eu chorava com ela.  Ela só queria ficar no peito o tempo inteiro. Isso com família longe, sem saber o que fazer. Então comecei a estudar e criei uma rotina que em uma semana já deu resultado”, conta Renata. O “milagre” fez tanto sucesso que as amigas começaram a pedir ajuda, conselhos, porque não uma consultoria! Nascia ali a empresa de consultoria familiar, Sosseguinho.

Renata SosseguinhoRenata é sucesso entre as mães.  Ela dá cursos presenciais e online por todo Brasil, além de fazer a consultoria familiar em casa. (Confira no site os próximos cursos online e presencial) O segredo, segundo Renata, está no método que respeita as necessidades orgânicas e emocionais da criança. “Necessidades e não vontades”, pontua. A partir daí se estabelece uma rotina que se encaixe com cada família.

Só de falar em rotina já se imagina uma tabela enorme de horários cronometrados. Não é essa a ideia. “Falo de rotina mais como uma sequência de eventos que ajuda a criança a ser dona do seu dia. Isso se torna uma referência de independência para ela”. Uma rotina estruturada, que atende as necessidades da criança, ajuda principalmente na hora do sono.

Porque ele, o sono, é definitivamente o grande vilão da maternidade.  “Mais de 90% das mães que me procuram se queixam do sono dos seus filhos”. Se você Mãezíssima faz parte desse grupo fique tranquila. Existe uma luz no fim do túnel!

Baseado em estudos neurológicos e principalmente nos ciclos de sono da criança, Renata ensina as mães a resolverem esse dilema. E isso sem usar daquelas técnicas drásticas de deixar a criança no berço chorando até dormir sozinha. “Isso não faz sentido”, diz. Até mesmo para pais que usam a cama compartilhada é possível ter uma noite inteira de sono. A solução estaria em atender as necessidades da criança durante o dia e ajuda-la a voltar a dormir sozinha durante a noite.

“O problema é que o mundo não dá tempo para que a família cuide da criança”, diz Renata. Hoje em dia não é só a mãe e o pai que trabalham fora, mas também as avós, as tias, isso quando tem a família por perto. O que faz com que a criança fique perdida e cresça desconectada. Lidar com essa realidade é o ponto chave do método da Renata. “Eu não trabalho com a culpa. Trabalho com as possibilidades. Eu quero ajudar a mãe a ter uma maternidade suave e prazerosa”.

E para recuperar a conexão com a criança é preciso olhar com atenção para ela. Passar tempo exclusivo com ela, o que quer dizer: sem aparelhos de TV, micro, tablete ou celular. Em uma palavra a dica é desacelere! Troque as horas de disciplina por momentos de abraços e estímulo. E se precisar, procure ajuda profissional. Isso porque filhos, definitivamente, não vêm com manual.

Dicas práticas:

0 a 1 ano – Dê colo ao seu bebê durante o dia. Dê todo o colo que ele precisar, ele quer contato com você. Use sling!

A partir de 1 ano e meio – Use frases positivas. Em vez de: – Não pule no sofá! Que tal tentar – vem me ajudar na cozinha!

Para os mais velhos – Envolva as crianças nas decisões. Combine com ele as consequências para suas ações.

Você já usou o serviço de uma consultora familiar? O que acha disso? Participe através da nossa página ou escreva para contato@maezissima.com.br

posts relacionados

Comments are closed.