Disciplina positiva – solução para as birras

Qual mãe nunca pensou: vai ficar tudo mais fácil quando o bebê ficar maior, quando começar a falar. Mas junto com a delícia de vê-los crescendo chega a fase das birras e nossa total inexperiência em lidar com elas.

Disciplina positiva – solução para as birras
Criar e Educar
24 de outubro de 2013

Nenhuma mãe está pronta para o primeiro ataque de birra. A maioria delas, e me incluo nessa lista, jurava que seus filhos não seriam assim, até que eles nascem e sim, também fazem escândalos em lugar públicos, principalmente quando você e ele estão cansados. Uma solução a isso é utilizar a disciplina positiva desde bebês com os filhos.

Renata Sosseguinho

Renata – consultora familiar e criadora do método Sosseguinho

A consultora familiar e criadora do método SosseguinhoRenata Bermudez Konzenconversou com o Mãezíssima sobre disciplina positiva. Em seus cursos, Renata ensina os pais como implantarem a disciplina positiva e as vantagens para toda família.

Para muitos pais é um processo de aprendizagem, porque a maioria nós vem de uma educação punitiva. Estamos acostumados a ver o mau comportamento punido e baseado no sofrimento aprendíamos que não poderíamos fazer aquilo novamente. “As consequências da disciplina punitiva para a criança são: ela aprende que o mau comportamento chama mais a atenção dos adultos que o bom; ela se torna submissa a qualquer tipo de autoridade; ou se rebela primeiro contra os pais e leva isso para toda sua vida”, explica Renata. Por outro lado, a disciplina positiva é baseada na empatia e no respeito. “Nós pais acolhemos a tristeza, mas isso não significa ceder. Respeitamos os sentimentos, mas valorizamos o comportamento positivo”.

Renata dá um exemplo da diferença entre as duas disciplinas na prática: Quando uma criança brinca sozinha, geralmente os pais aproveitam o tempo para fazer tudo que precisam e deixam a criança totalmente sem atenção. Já quando a ela faz algo errado, param tudo para punir a criança. Logo a ela entende que para ter atenção é preciso fazer algo errado. Isso é disciplina punitiva.

Já na disciplina positiva os pais continuam deixando a criança brincar sozinha, mas de tempos em tempos comunicam que estão felizes que ela esteja brincando, ou ainda dão um beijo ou abraço. Já quando a criança faz a arte ou a birra, ela não recebe a atenção dos pais e precisa lidar com as consequências lógicas de suas ações.

 Mas por onde começar?

 Informe-se, estude sobre disciplina positiva

Primeira coisa que os pais precisam é aprender dobre disciplina positiva. Vá a palestras, leia a respeito e até procure ajuda profissional antes de começar a implantar a disciplina positiva. Porque uma vez começado a usar esse método é preciso firmeza para mantê-lo principalmente nos primeiro dias de adaptação dos pais e da criança.

 Construa regras positivas junto com as crianças

É importante que as frases sejam positivas e que incluam todos os membros da família. Ex: Nessa casa todo mundo ajuda a limpar.

 Não discuta o comportamento errado

Se existe as regras e elas são claras e simples, o comportamento que difere dessas regras não pode ser discutido.

 Foco no comportamento positivo

Para encorajar os comportamentos positivo os pais podem usar recompensas como abraços e beijos ou até mesmo prêmios que nunca devem ser doces ou presentes. O mais indicado são passeios, jantar, momentos em família.

 Quando perder o controle, peça desculpas

Muito importante para a educação dos filhos é que eles saibam que pais também perdem o controle, mas pedem desculpas quando isso acontece. Precisamos assumir nossas fraquezas, é claro que podem acontecer situações que nos tiram do sério. Nesse momento de raiva é preciso primeiro sair de perto do filho, principalmente se existe um histórico de violência na história de vida. Assim que conseguir assumir o controle procure seu filho e converse com ele.

 

Sosseguinho

Imagem: Areté fotografias

Comecei a implantar a disciplina positiva, mas a situação aqui em casa só piorou. E agora? A consultora Renata alerta que nos primeiros dias ira parecer que “abriram a caixa de pandora”. Isso porque a criança está acostumada a um tipo de comunicação com os pais e precisará aprender que de ali em diante será diferente. “Pode levar até 15 dias para ver os primeiros resultados da disciplina positiva e nesse período é muito importante os pais não desanimarem nem cederem”. Seu filho irá tentar chamar atenção da forma que está acostumado. A partir do momento que ele entender que pode se comunicar de outra forma, tudo ira melhorar. A mudança será realmente da água para vinho.

E a cena de birra no shopping? Bem, nesse momento de crise, a Renata ensina que o melhor a fazer é avisar a criança que você irá esperar ele se acalmar para entender o que ele quer dizer. Você pode ler outras dicas no post: Como lidar com as birras. E Mãezíssima, nessa hora esqueça a vergonha e pense no melhor para você e seu filho.

 Você usa a disciplina positiva? Conte para nós!

posts relacionados

Comments are closed.