Como fazer uma adaptação escolar respeitosa

A adaptação escolar é um período delicado para pais, escola, família e principalmente a criança. Por isso é fundamental que esse processo seja respeitoso. Nesse texto algumas dicas importantes para pais e mães.

Como fazer uma adaptação escolar respeitosa
Criar e Educar,  Especial
10 de fevereiro de 2016

O processo de adaptação escolar das crianças necessita ser respeitoso, especialmente porque estamos falando em infância, fase que por si só exige respeito a suas peculiaridades para favorecer seu bom desenvolvimento. Cenas corriqueiras de tirar a criança a força do colo dos responsáveis, precisam desaparecer urgentemente. E para isso, Mãezíssimas, para esse momento bastante delicado e desafiador sob todos ângulos, família, escola e criança, o importante é agir com calma, confiança na instituição escolhida e confiança no potencial socializador e adaptável de seu filho. Eles nos surpreendem a cada dia, e por isso temos sempre que apoiá-los diante de situações desafiadoras, evitando ficar angustiada com a situação, mas encorajá-los a superarem-se.

adaptação escolar

Mãe, mantenha-se tranquila.

Por onde começar?

O trabalho de adaptação escolar se inicia bem antes do primeiro dia de aula da criança. Quando é a primeira vez que a criança vai para a escola vale a pena inseri-la na rotina da preparação: compra de materiais, compra de uniforme, visita a escola, relatos positivos do ambiente. Quando a criança já iniciou suas atividades escolares, e está apenas mudando de nível na mesma escola, ou então mudando de escola, a participação em toda essa preparação também é essencial.

Como proceder no primeiro dia da adaptação escolar

adaptação escolar

Mãe precisa estar segura na hora da adaptação escolar.

Organizar-se para em um período aproximado de 10 dias passar um tempo maior na escola, do que o simples deixar a criança com a professora. Como cada caso é um caso, poderá ser necessária a presença de um responsável por mais tempo até a criança se deixar levar com maior tranquilidade pela professora ou coordenadora. Nestes casos, algumas vezes, há um lugar especial para os pais, ou eles são inseridos em alguma atividade da turma (pátio e brincadeiras, geralmente) neste período de adaptação escolar e isso pode facilitar o processo para a criança.

Deixar a criança segura de que ao final do dia os pais estarão lá na escola novamente para busca-lo é bem importante. Evitar as mentiras de que estarão na recepção o tempo todo esperando. O ideal é deixar claro que no momento em que a criança estará na escola os pais estarão trabalhando, porque a vida é assim, crianças estudam e adultos trabalham, basta olhar para todos os lados e ver essa dinâmica se repetindo com todos os colegas da escola.

Objetos de memória dos familiares podem ser uma boa opção para os momentos de saudade dos pais (uma foto, um lencinho, algo que seja significativo para a criança na relação com sua família). Evitar coincidir esse momento de adaptação escolar com momentos de outras adaptações, como mamadeira, chupeta, fralda também é uma boa dica.

E algo indispensável: respeitar o plano da cada escola referente a adaptação escolar dos pequenos (procure se informar sobre isso com a coordenadora da escola). Cada instituição prepara previamente este momento, com muito estudo, cuidado e afeto, portanto seguir as orientações é essencial para iniciar o processo de uma boa relação entre família-escola. E isso não é só bom para pais e mãe, mas principalmente para a criança, que sente sua família segura e confiante no ambiente escolhido para ela.

 

Danielle Gross de Freitas- Psicopedagoga do Espaço Mediação – pedagogia e psicopedagogia –contato@espacomediacao.com.br

posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *