Como contar histórias para bebês e crianças pequenas

Nesse post damos 5 dicas preciosas para pais que querem contar histórias para bebês e crianças pequenas. Confira também algumas fotos da nossa oficina de Contação para Mamães e Papais

Como contar histórias para bebês e crianças pequenas
Brincar,  Especial,  Eventos realizados
16 de março de 2015

Parece simples e pode até ser, mas que é difícil começar, isso é a mais pura verdade! Contar histórias, cativar nossos filhos com histórias que gostamos ou que transmitam os nosso valores exige um pouco de coragem. Isso mesmo, coragem para fazer uma voz engraçada, um som estranho, uma careta bizarra. A melhor parte é que já começamos com a garantia de sucesso e vou contar porque para vocês. Mas só no final do texto!

No último dia 14 de março, tivemos uma deliciosa oficina de contação de histórias com a Mara Mel. Ela é contadora, mãe, pedagoga e lidera a  ong Arte e Alegria que usa histórias no dia a dia do hospital. Durante a oficina, Mara deu algumas dicas preciosas que quero dividir com vocês.

Como contar histórias para bebês e crianças pequenas

1 – Escolha o momento certo.

Não é atoa que a hora do banho é um excelente momento para contar histórias. Isso porque a criança estará num lugar com poucos estímulos.  Essa é a primeira dica, perceba qual o momento certo para incluir histórias na rotina da sua família. Não insista em histórias se seu filho está num momento onde quer testar os movimentos. Isso só irá gerar frustração em você e na criança

2 – Escolha histórias curtas.

Para bebês a história pode ter 2 ou 3 frases. Conforme a criança cresce, você pode começar a aumentar o tamanho das histórias. Não se frustre se seu filho não prestar atenção por mais de 5 minutos. Esse é um excelente tempo para uma contação para crianças pequenas. 2.1 – Lembre-se sempre de ler a história antes do momento da contação. 2.2- Conte histórias da vida do seu filho. Pode ser a história do nascimento ou até mesmo do dia a dia da criança. Ele pode querer que você repita a história muitas vezes. Tenha paciência e repita novamente.

3 – Faça vozes, sons e efeitos sonoros com objetos.

Importante: lembre-se sempre de voltar para o narrador da história. Inclua músicas nas contações.

4 – Aproveite objetivos do dia a dia para incrementar a história.

Você pode usar colheres, fraldas de pano e até brinquedos do bebê. Sempre dando um novo significado para o objeto. Ex: uma fralda enrolada pode virar uma minhoca. Outro excelente artifício é usar instrumentos musicais ou objetos sonoros.

5 – Faça desse momento um hábito cheio de afeto entre mãe\pai e filho.

Contação de história precisa estar no seu dia a dia, não importa quanto tempo você passe com seu filho. Na hora de dormir, ou de usar o pinico, sempre cabe uma historinha.

 

Agora vou dizer o porquê de nós pais termos vantagem e sucesso garantido quando contamos histórias para nossos filhos: bebês e crianças pequenas amam a voz da sua mãe e de seu pai. Mesmo que você erre ou fique com vergonha, eles vão amar esse momento porque estão com seus pais, no melhor colo do mundo, ouvindo sua voz, sentindo seu toque e carinho. Quanto mais carinho e conexão, melhor a relação mãe\pai e filho.

Dois links com sugestões de livros infantis de qualidade:

1 – 10 grandes autores da literatura infantil

2 – Grandes autores da literatura infantil brasileira

Imagens da oficina de Contação de História para Mamães e Papais:

 

 

posts relacionados

Comments are closed.