Criança na cozinha é tudo de bom!

Nesse post, a nutricionista Cristiane Crisuk, da ABC Nutrição Infantil, irá falar sobre os benefícios da criança participar das atividades na cozinha. Continue lendo:

Criança na cozinha é tudo de bom!
Alimentação,  Especial
5 de julho de 2015

Algumas famílias têm certo receio em deixar as crianças participarem das atividades na cozinha por acharem ser um ambiente perigoso para elas. De certa forma, precisamos sim redobrar os cuidados quando estamos acompanhados das crianças na cozinha, porém a presença deles neste ambiente é fundamental para uma boa relação com os alimentos desde pequenos.

criança na cozinha

Nhoque com muita alegria e farinha pela cozinha inteira. – Mãezíssima

Quando as crianças participam das atividades culinárias, seja observando, auxiliando na preparação do alimento, na escolha da receita, na compra dos alimentos (se for feira melhor ainda) as crianças ficam mais propensas a experimentarem novos alimentos e a comer melhor!

Esse envolvimento pode e deve iniciar até mesmo com as crianças pequenas. Mesmo quando bebê, você pode deixá-los próximo enquanto prepara a refeição, que pode ser do próprio bebê ou do restante da família. Nesse momento é bacana dar alguns alimentos para a criança pegar, brincar experimentar. Isso já desperta os sentidos do bebê com o alimento. Deve sempre tomar cuidado com quais alimentos irá deixar o bebê manusear, para não correr riscos de engasgos.

Com as crianças um pouco maiores, próximo dos 2-3 anos, levá-las para as compras pode ser muito divertido, ensinar o nome dos vegetais, frutas e temperos, deixá-las auxiliarem na escolha e até provar na feira coisas novas, descobrindo novos sabores!

E a partir desta idade, as crianças já podem colocar a mão na massa! Tomando sempre os cuidados necessários com objetos cortantes, fogão, eletrodomésticos e etc. É só preparar a cozinha para receber os pequenos, organizar os ingredientes e utensílios antes de iniciar e deixar rolar! Sem neuras com bagunça, provavelmente ela irá acontecer, mas neste momento é fundamental manter um ambiente harmônico e cativante para criança.

criança na cozinha

Confeitando bolachas – Elis Alves

Estes momentos de participação da criança na cozinha refletem não só o comportamento alimentar presente, mas também futuro. Pois além de estimular a alimentação da criança, essa convivência irá interferir na relação do adulto com o alimento. Se refletirmos sobre este assunto, podemos observar que cada vez menos as pessoas preparam as refeições em casa; muitas famílias quando se deparam com a introdução alimentar de seu primeiro filho percebem que não adquiriram ainda a aptidão para cozinhar.  Se lembrarmos da época da nossa infância, muitos de nós sempre víamos as mães cozinhando e alguns até davam uma mãozinha na cozinha, diferente de muitas famílias hoje, com isso as referencias familiares de comida estão se extinguindo. Infelizmente vemos cada vez mais o uso do industrializados, por causa da sua praticidade para os dias cada vez mais corridos.

Mas se queremos mudar um pouco este cenário atual, podemos fazer a diferença naqueles dias mais desacelerados. No final de semana, no feriado, na sexta à noite… reservar um tempo para isto! Tenho certeza que as crianças e vocês, pais, irão se divertir com estas novas experiências e colher bons frutos. Comer alimentos preparados pelas nossas mãos alimenta o corpo e também o coração, pois tem aquele temperinho conhecido de todos: o amor!

Venha conosco participar da culinária em família e descobrir como começar a por em prática esta deliciosa atividade!

Cristiane Crisuk ─ Nutricionista Infantil

Cristiane Crisuk- Autor do MãezíssimaNutricionista de formação, descobrindo as maravilhas da nutrição infantil sendo mãe da Isa Maria. Sempre gostou de cozinhar e agora mais ainda. Atualmente desenvolve trabalho de educação nutricional infantil no hospital que atua e também em escolas. Está desenvolvendo projeto para oficinas com abordagem na alimentação e nutrição infantil, e também atendimento domiciliar para famílias. Nas horas vagas tem como hobby ou “terapia” costurar.

posts relacionados

Comments are closed.