Férias escolares: paciência é a palavra chave

Paciência com as crianças, claro. Mas principalmente, paciência com nós mesmas e todas as coisas que não vamos conseguir dar conta. Esse texto não trará dicas de brincadeiras, nem passeios para fazer com as crianças nas férias. Esse texto é para você ler, respirar fundo e sorrir para você mesma.

Férias escolares: paciência é a palavra chave
Especial,  Ser mãe
17 de julho de 2016

Hoje em dia, férias escolares são um desafio para a maioria das mães. Para as que trabalham fora, como para as que empreendem em home office e até para as que “não trabalham”, fazer a rotina encaixar com a necessidade das crianças é um grande jogo de cintura. Seja o aumento de gasto financeiro com as colônias de férias, ou com ajuda em casa, seja a dificuldade de manter o trabalho em dia, só quem é mãe sabe que não nada fácil. Tudo muito bem agravado por uma sociedade que não ajuda em nada a mulher que é mãe de filhos pequenos.

Nessas férias eu já ouvi de minha filha que ela queria ir passear, mas passamos o dia todo em casa porque eu precisava entregar trabalho no prazo combinado. Nessas férias, ouvi de uma mulher que trabalha 8h por dia, que estava com o coração apertado porque precisou deixar o filho de 2 anos com uma conhecida para poder ir trabalhar e teve que ver  “a cara de pouca vontade da pessoa”. Mães, nós estamos todas na mesma situação. Na maioria das vezes se sentindo sozinhas, matando um leão por dia e levando nos braços a família, a economia, a sociedade. Em troca dessa tripla função ganhamos mais trabalho, menos horas de descanso, mais cobrança da sociedade e mais cobrança interna. Ou que mãe não se sente mal por não estar oferecendo as férias perfeitas para seus filhos?

tenha paciência

Para nós, essas mães sobrecarregas de culpa e trabalho, eu gostaria de dividir um desejo especial. Que você, que eu, que a gente consiga pegar leve com nós mesmas. Que na hora que for preciso trabalhar, possamos trabalhar tranquilas e eficientes. Na hora que estivermos com as crianças, possamos estar entregues ao tempo delas, suas aventuras imaginárias, suas brincadeiras. No tempo que restar, se sobrar, você possa deixar a louça pra lá, guardar a roupa sem passar, comer o que sobrou na geladeira.

Que você tenha paciência com você mesma e consiga encontrar leveza no dia a dia. Que você tenha paciência com seu filho e suas criancices de criança entediada. Não dá para criar filhos sem uma dose de frustração, seja nas férias, seja na vida. Só nós sabemos o que realmente é possível e quanta energia empregamos para tentar fazer tudo de melhor. Mas às vezes, se esforçar muito não é o suficiente. Nessas horas é preciso ter paciência, minha amiga. Paciência principalmente com nós mesmas.

Grace  I. Barbosa ─ Mãezíssima

Grace e Julia perfilIdealizadora e fundadora da Mãezíssima. Mãe da Julia, jornalista, escritora e empreendedora. Aprendendo todo dia a ser uma mãe possível. Amante das boas histórias e de compartilhar conhecimentos que realmente fazem a diferença na vida dos leitores.

posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *