Jogo rápido: chocolate

A partir de qual idade posso oferecer o chocolate para meus filhos? A nutricionista Cristiane Crisuk responde a essa dúvida e dá outras dicas sobre esse doce.

Jogo rápido:  chocolate
Alimentação,  Especial
13 de novembro de 2014

Hoje vamos responder a pergunta: a partir de qual idade posso oferecer o chocolate para as crianças?

A recomendação de oferecer chocolate somente após o primeiro ano de vida é unânime, porém após esta idade existe muita divergência de informação.

Até o primeiro ano recomenda-se não oferecer pelo risco de alergia alimentar, já que os chocolates em sua maioria possuem leite em sua composição e ele pode causar alergia a proteína do leite antes desta idade. Porém após esta idade alguns pediatras liberam, outros não e fica a dúvida, até mesmo na literatura existe esta divergência de informação.

Então vamos analisar como deve ser a alimentação da criança até os três anos de idade, fase crucial para formação dos hábitos alimentares.

Achocolatado - www.sxc.hu/

Imagem: www.sxc.hu

“Deve ser uma alimentação equilibrada e saudável, recomenda-se pouca adição de açúcar (doces) para evitar o “vício” do paladar da criança pelo doce, pois este já desenvolvemos desde o nascimento”.

Portanto, não existe um risco nutricional em oferecer um chocolate para criança após o primeiro ano de vida, porém deve ser oferecido esporadicamente, não sendo um alimento da dieta habitual da criança.

Assim oferecer aos finais de semana, como uma sobremesa, ou em uma festa de aniversário, não existe problema, desde que o restante da alimentação da criança seja saudável, variada e equilibrada. Que ela compreenda que o chocolate ou doce é consumido esporadicamente em reuniões familiares, festas de aniversário, finais de semana por exemplo e que a alimentação saudável deve ser consumida diariamente, pois esta dieta quem oferece os nutrientes necessários para a criança se desenvolver.

E quando falo em chocolate, refiro a ele em barra ou em preparações, achocolatados, sobremesas e etc!

Quanto mais tarde e mais eventual oferecer este alimento e outros que possuem muito açúcar, industrializados e etc, melhor para a formação dos hábitos alimentares da criança.

Cristiane Crisuk ─ Nutricionista Infantil

Cristiane Crisuk- Autor do MãezíssimaNutricionista de formação, descobrindo as maravilhas da nutrição infantil sendo mãe da Isa Maria. Sempre gostou de cozinhar e agora mais ainda. Atualmente desenvolve trabalho de educação nutricional infantil no hospital que atua e também em escolas. Está desenvolvendo projeto para oficinas com abordagem na alimentação e nutrição infantil, e também atendimento domiciliar para famílias. Nas horas vagas tem como hobby ou “terapia” costurar.

posts relacionados

Comments are closed.