Música e espontaneidade no ambiente escolar

Conheça como um projeto de ensino de música pode ser encantador para bebês e crianças, além de envolver toda a escola de educação infantil.

Música e espontaneidade no ambiente escolar
Especial,  Mãezíssima Recomenda
13 de outubro de 2015

Uma aula de música diferente de tudo que você já viu numa escola de educação infantil. Oficina de objetos sonoros, audição com vinil, um repertório que vai de Gonzaga a Rita Lee, passando por muita música folclórica e cantigas de roda. Esse é o projeto de música da escola Semeador do Saber, uma escola com cara de quintal de vó que gostaríamos de apresentar para vocês hoje. Lá a música tem um papel muito importante para consolidar o entrosamento entre as crianças, assim como entre e as crianças e os educadores.

Muitas escolas, principalmente de educação infantil, oferecem na sua grade de atividades a aula de música. Isso porque, pais, mães e professores já sabem da importância dessa atividade para o desenvolvimento da criança. Mas na Semeador do Saber, a aula de música é uma experiência de ludicidade, espontaneidade, criatividade e claro, muita música.

Semeador do Saber

O projeto é conduzido pelo músico Daniel Henrique Arenharte Soares. Ele é instrumentista profissional e também participa do grupo Tupi Pererê. Seu projeto musical na escola começou há oito anos. Graças a esse longo tempo de trabalho juntos, hoje existe uma relação de liberdade e confiança entre a direção da escola e o professor que permite que o dia da música na escola seja algo aguardado pelas crianças.

Todas as sextas-feiras a escola se transforma com a vinda do professor Daniel. Na parte da manhã ele faz as Oficinas de Objetos Sonoros. Sabe aquele balde grande de lixo, ou os canos de PVC abandonados na construção? Eles viram instrumentos nas mãos do professor e das crianças. “O objetivo é mostrar que o som pode sair de qualquer lugar. Tudo tem música”, conta a pedagoga e coordenadora da escola, Fabiana Carvalho Dalla Costa.

Na parte da tarde é hora de cantar, dançar, ouvir novas e antigas músicas, assim como experimentar instrumentos. Fabiana conta que é uma festa quando a música começa. A aula acontece muitas vezes no espaço coletivo da escola, uma espécie de quintal de casa de vó. Ali você encontra muita areia, terra, grama, brinquedos de pneus pintados e outros de madeira, tudo isso à sombra de uma varanda que convida para a convivência e integração.

“Às vezes, o professor Dani começa a tocar sozinho no centro do pátio e aos poucos as crianças vão se aproximando e formando uma roda em volta dele. Alguns sentam para ouvir enquanto outros dançam. Tudo acontece de forma muita espontânea”, conta Fabiana.

Semeador do Saber

Esse espírito acolhedor e familiar da Semeador do Saber é fruto de algumas escolhas da direção da escola. “Nosso objetivo aqui é manter essa proximidade, gostamos de saber o nome de todas as crianças, gostamos dos pais poderem levar seus filhos até a sala de aula e falar com a professora, de conhecer cada história de perto. Gostamos de ser uma família”, conta a coordenadora. Frequentemente os pais são convidados a participar de atividades no sábado na escola, junto com seus filhos. E é claro que nessa hora o projeto de música também faz sucesso.

Essa filosofia de trabalho faz com que o projeto de música seja mais que uma aulinha, mas um momento de entrosamento e alegria. Além de mostrar como a escola pode ser muito mais ampla, plural e espontânea do que estamos acostumados.

Serviço:

A escola Semeador do Saber fina no bairro Hugo Lange, rua Fernandes de Barros, 1891. As aulas de música acontecem todas as sextas! Telefone para contato – 41 3085-7332

Projeto de música Semeador do Saber

posts relacionados

Comments are closed.