Troca de Brinquedos: orientações para os pais

Troca de Brinquedos: orientações para os pais
Especial,  Troca de Brinquedos
14 de junho de 2015

Trocas de brinquedos são oportunidades únicas de aprendizado, isso vale para toda a família e não apenas para a criança. Depois de algumas Feiras de Trocas realizadas, posso dizer com toda a certeza que elas, as crianças, tem muito mais facilidade para fazer as trocas que nós adultos. A verdade é que, seja por causa dos nossos hábitos enraizados ou nossa falta de experiência em trocas, muitas vezes acabamos atrapalhando nossos filhos.

Pensando em ajudar a nós pais, selecionei algumas orientações de condutas. Vale ler e reler toda vez que for participar de uma Troca de Brinquedos com seus filhos. Afinal a melhor forma de educar os filhos é pelo exemplo.

Orientação de condutas para pais em Trocas de Brinquedos

1 – Tenha em mente que a troca de brinquedos é uma atividade para ser realizada entre as crianças. Os adultos presentes devem se esforçar para interferir o mínimo possível, dando espaço para a troca autônoma entre as criança. Em caso de crianças pequenas, o pai pode e deve ajudar. Mas até elas já são capazes de participar, entender e escolher sozinhas o brinquedos de seu interesse.

2 – Não se prenda ao valor monetário dos brinquedos. Essa é toda a graça da troca de brinquedos, crianças não ligam para quanto custou o brinquedo, mas para a relação afetiva e de interesse que tem com aquele objeto naquele momento. Se por acaso seu filho trocar um brinquedo caríssimo por uma bola gasta de futebol, respeite a escolha e a intermediação feita entre eles.

3 – Respeite o tempo e espaço do seu filho e das outras crianças. Nem toda criança chega à troca pronta para realizar a troca. Algumas crianças precisam de alguns minutos para entender a dinâmica e participar espontaneamente. Saiba perceber e respeitar esse tempo do seu filho e das outras crianças.

4 – Seja empático com “novatos”. Ninguém nasceu sabendo. Se você perceber um pai ou uma mãe que ainda não entendeu a dinâmica das trocas de brinquedos, lembre-se da primeira Troca que você participou. Tenha paciência e boa vontade, esse é o início de um novo aprendizado.

5 – Seja um disseminador de boas práticas. Deu certo com você? Compartilhe! Conte o que tem funcionado com você e seu filho nas Feiras de Trocas de Brinquedos. Quais são os principais aprendizados?

Importante lembrar que incentivando e participando das Trocas de Brinquedos  estamos cultivando bons hábitos de consumo, negociação e cidadania em nós e nossos filhos. Cada nova troca é um novo aprendizado e um experiência a mais de crescimento. Por isso, nos vemos na próxima Troca!

Fique com as fotos da 1ª Feira de Troca de Brinquedos de 2015. Apesar do friozinho tipicamente curitibano, muitas famílias foram até o Parque Gomm para participar dessa deliciosa atividade. Confira:

posts relacionados

3 Comments

  • Gostaria de sugerir uma pauta sobre o site/aplicativo http://www.brincoutrocou.com.br

    No Brincou Trocou não precisa haver a combinação da troca do brinquedo entre as crianças. Você troca o seu brinquedo por moedas que permitem escolher o brinquedo de outra criança.

    Assim incentivamos a troca, porque brincar é muito mais divertido do que comprar.

    Além do site, foram criados aplicativos para Android e IOS.

    Caso tenham interesse posso dar mais detalhes.

    Obrigado

    Daniel Pinho

    • Oi Daniel, vamos conversar. Tenho interesse nessa pauta sim. Envie e-mail para contato@maezissima.com.br

      Abraços

  • Acho bem legal, pq geralmente eles querem trocar pq cresceram e as crianças que querem os brinquedos não tem o que lhes interessam..