O verdadeiro amor e o dia a dia com nossos filhos

Precisamos ser pais que fazem a diferença na vida dos nossos filhos. Independente da sua história de vida, da sua carreira, da sua necessidade financeira. Independente do que você acha ser capaz de ser ou não. Precisamos recuperar o amor verdadeiro dentro de nossas casas.

O verdadeiro amor e o dia a dia com nossos filhos
Especial,  Família
11 de outubro de 2016

“O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não se alegra com a injustiça, mas com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”

1 Coríntios 13:4-7

Esse é apenas um trecho desse conhecido capítulo bíblico que fala sobre amor. Ele é muito usado para convites e sermões de casamento, declarações de amor entre casais de todas as idades. Mas, quando olho para esse trecho bíblico, entendo Jesus nos ensinando sobre como devemos amar, sobre como é o verdadeiro amor. Um sentimento muito diferente da ideia de amor individualista e frágil que temos muito fortemente disseminado em nossa sociedade hoje em dia.

Eu também costumava ler essa passagem pensando no relacionamento entre homem e mulher. Mas, com a maternidade e seus desafios diários, com as noites sem dormir, com as birras, com o desafio de fazer funcionar trabalho e criação de filhos, quando somos confrontados com a necessidade de fazer escolhas que afetam a vida dos nossos filhos, esse texto tomou um novo significado para mim. Como amar nossos filhos? Como pautar nossas decisões de vida familiar nesse amor?

filhos - família

Imagem: Casa Secco – ensaio de família

É verdade que muitos de nós não tem uma história familiar que reflita o amor verdadeiro. Somos uma geração tão maltratada e carente de pais, que quando temos nossos filhos, muitas vezes acabamos fugindo da responsabilidade de assumir a função de pai e mãe, e amar como Jesus nos ensinou.

Mas precisamos ser pais que fazem a diferença na vida dos nossos filhos. Independente da sua história de vida, da sua carreira, da sua necessidade financeira. Independente do que você acha ser capaz de ser ou não. Precisamos  recuperar o amor verdadeiro dentro de nossas casas.

Não existem mais lugares seguros de más influencias, nem mesmo aquele colégio caríssimo que nos esforçamos tanto para manter. Qualquer criança com acesso a internet, sem supervisão, consegue assistir conteúdos impróprios até mesmo para adultos. Se não podemos proteger nossos filhos de todos os perigos e influências, podemos sim fortalecer os valores e princípios em sua vida através da nossa presença, nosso olhar atento, nosso cuidado diário, nossa forma de viver o amor.

Estamos no mês de outubro, o Dia das Crianças é um feriado ótimo para você passar um tempo de qualidade com seu filho. Um tempo sem telas, desplugado dos aparelhos, e conectado entre vocês. Um tempo para olhar atentamente o rostinho de seu filho e pedir que o espírito santo te revele as faltas, necessidades, alegrias e tristezas que ele guarda em seu coração. Mesmo muito pequeno, inclusive bebês, precisam do nosso olhar atento e nosso amor. Precisam se sentir ouvidos e acolhidos, precisam se sentir amados.

Fuja do consumismo, das distrações fáceis, do entretenimento vazio. Corra para a palavra de Deus, o único lugar 100% seguro, o único método infalível de criação dos filhos, o manual do amor verdadeiro.

Seus filhos são seu maior presente. Ame-os como Jesus ensinou.

Grace  I. Barbosa ─ Mãezíssima

Grace e Julia perfilIdealizadora e fundadora da Mãezíssima. Mãe da Julia, jornalista, escritora e empreendedora. Aprendendo todo dia a ser uma mãe possível. Amante das boas histórias e de compartilhar conhecimentos que realmente fazem a diferença na vida dos leitores.

posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *