Mães em home office: confira 20 ideias de negócios

Sugestões da Marina, criadora do blog Go Home Office, para você ter um negócio na sua casa. Nada melhor do que ajustar o trabalho a sua vida em família. Confira as ideias de negócios

Mães em home office: confira 20 ideias de negócios
Especial,  Mãe empreendedora
12 de maio de 2016

Recentemente conheci a Marina Sell Brik num evento de networking voltado para mulheres empreendedoras e fiquei encantada com seu projeto. Marina é criadora, junto com companheiro, do site Go Home Office, um blog totalmente voltado para quem trabalha em casa. É claro que rolou aquela identificação desde o início. E por saber que home office é a primeira opção de muitas mães empreendedoras, a convidei para escrever para a Mãezíssima sugerindo algumas ideias para as mães que estão a procura de formas de trabalhar em home office. Confira as sugestões da Marina:

mãe empreendedora

Eu, Grace no meu home office. Imagem: Casa Secco

20 ideias de negócios para trabalhar em Home Office

O dilema trabalho versus maternidade não é nenhuma novidade para as mulheres. Porém, com o avanço da tecnologia, a execução do trabalho ficou bem mais facilitada. Muitas profissões podem ser realizadas com um sinal de internet e um computador, não é mesmo? Então, que tal tirar proveito do wifi e conciliar essas duas frentes? Claro, o segredo está numa boa administração do tempo e na disciplina, mas isso é assunto para outro post. O negócio é que cada vez mais mulheres, especialmente as que já são ou estão se preparando para serem mães, estão aderindo ao home office. Poder contar com a flexibilidade do tempo e um negócio próprio é o sonho de muitas. Por isso, confira agora 20 ideias de negócios para você que é mãe se inspirar e montar em casa:

 

  1. Consultora(financeira, para noivas, etc.): a consultoria deve ser feita na área em que você tem profundo conhecimento. Só assim vai ser capaz de orientar seus clientes a tomarem a melhor decisão.
  2. Tradutora: é preciso ter domínio de uma língua estrangeira e também da língua portuguesa. O serviço pode ser prestado tanto na área escrita (documentos, livros) quanto na oral (tradução simultânea, por exemplo).
  3. Revendedora de produtos: a revenda de produtos pode acontecer de maneira virtual ou pessoalmente. Várias marcas já oferecem o comércio online (inclusive em redes sociais) de seus produtos. Também pode ser feito em reuniões na sua casa ou de porta em porta. Pesquise quais são as marcas mais conceituadas no mercado.
  4. Coach(conselheira de carreira): especialistas em RH, gestão de pessoas e psicólogas com foco em carreira podem realizar esta atividade em casa.
  5. Professora particular: quem possui conhecimentos específicos em alguma matéria pode dar aulas particulares em casa ou pela internet (em plataformas como o Google Helpout e Skype).
  6. Especialista em planejamento: se você tem experiência em projetos, planejamento anual, ou outros conhecimentos específicos nesta área, pode atuar como especialista em planejamento freelancer.
  7. Doceira/Chocolateira: este é um segmento que praticamente não enfrenta crise, pois tem sempre alguém fazendo aniversário, além das datas comerciais como Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados. É possível também fazer lembrancinhas ou se especializar no segmento comercial e tornar-se fornecedora para empresas ou hotéis.
  8. Artesã(velas, sabonetes, biscuit): o mercado de produtos aromáticos vai de vento em popa. O de lembrancinhas e enfeites para bolo também. Hoje, é possível atuar a partir de uma pequena estrutura em casa e revender estes produtos para lojas, pela internet ou atendendo a cliente na sua casa. O segmento de gestantes também é um bom público (lembrancinhas, enfeite para porta da maternidade, etc.).
  9. Especialista em confecção de scrapbook: é o trabalho de confecção de álbuns de fotografia ou agendas com colagens, papéis estampados e figuras ilustrativas. Muito requisitado para álbuns de viagens, de festas de 15 anos, primeiro aniversário, bodas, etc.
  10. Tricoteira/Rendeira: específico para quem domina as técnicas de tricô, crochê ou renda e cria peças de vestuário ou para a casa. Estão cada vez mais valorizadas por serem peças artesanais e delicadas. Podem ser vendidas pela internet, para turistas da sua região, revendidas em lojas ou sob encomenda.
  11. Ilustradora: as que levam jeito para desenhar contam com um mercado aquecido no segmento de ilustração. Os pedidos podem vir dos públicos mais variados, vai depender do seu estilo de criação: quartinho de bebê (quadrinhos), convite de casamento, revistas especializadas, presente de aniversário, etc.
  12. Designer de bijouteria: desenvolvimento e fabricação de peças de bijouteria que podem ser vendidas pela internet, para conhecidos, lojas, noivas, etc.
  13. Blogueira: para aquelas que dominam um assunto e o compartilham com frequência em um blog e redes sociais. À medida que a audiência do blog cresce, a renda pode vir dos anunciantes, de publieditoriais, infoprodutos ou participação em eventos.
  14. Make-up artist(maquiadora): existem no mercado vários cursos de maquiagem profissional, carreira em ascenção no Brasil. O serviço pode ser requisitado para festas, eventos, noivas, festas de Halloween, desfiles de moda, fotos publicitárias.
  15. Corretora imobiliária: realiza a intermediação entre o dono do imóvel e o comprador/locatário. É remunerada através de comissão por cada negócio realizado e deve ter conhecimento sobre contratos, direitos e deveres de cada parte envolvida, além de estar pronta para negociar valores, mostrar os imóveis, entre outros detalhes.
  16. Agente de artistas: muitos artistas optam por contratar um agente para cuidar da parte “burocrática” do negócio. Esta profissional lida com contratações, contato com assessoria de imprensa, aprovação de serviços, entre outras tarefas, sempre de forma planejada.
  17. Secretária remota: serviço muito requisitado por autônomos e pequenos empresários. Inclui prospecção de clientes, agendamento de reuniões, atendimentos de telefone, cotação de preços, etc. Pode ser feito de casa, com um computador e telefone.
  18. Calígrafa: as que têm a letra bonita e traço firme podem trabalhar com caligrafia para convites de casamento, solenidades, preenchimento de documentos, diplomas, etc.
  19. Costureira: trabalho de corte e costura, podendo envolver a fabricação, customização ou reparo de peças. É comumente realizado em casa, a partir de uma máquina de costura.
  20. Agente de viagens: organização e compra de roteiros de viagem, indicando a melhor opção de turismo para o seu cliente. O serviço pode ser realizado de forma autônoma ou como representante de uma empresa do setor. Muitas já contam com a opção home-based.

Muito bacana, não é mesmo? A Marina também tem um e-book com mais 130 ideias de negócios para montar em casa. Se você não se viu fazendo nenhum dos serviços listados a cima, com certeza irá encontrar nesse material. Você pode comprar o e-book acessado: 130 ideias de negócios para montar em casa.

Qual o negócio que você inventou ou descobriu para trabalhar em casa? Conta pra gente!

posts relacionados

5 Comments

  • Muito bacana e totalmente viável as ideias de negócio propostas pela Marina. Contudo, home office é coisa séria e necessita da dedicação integral da empreendedora ao seu negócio.
    Quando eu digo integral, quero dizer para não fazer disso uma renda extra, mas sim sua principal fonte de renda. Em 2013 fundei a Temporis Serviços de Secretária Remota e Assistente Virtual, de lá para cá vi muitas profissionais se inserirem neste mercado sem qualquer preparo, pensando apenas em ganhar uma “a mais”, e por conta disso nivelarem o preço médio do mercado para baixo. Para tentar conter isso, passei a oferecer consultoria para as pessoas que querem entrar neste ramo e se tornar um empreendedor full time.
    Hoje na Temporis nós podemos trabalhar de onde quisermos, e isso é ótimo, mas desde o começo nós mentalizamos que o queríamos era uma empresa e não uma renda extra.
    Fica a dica para todos que lerem esta matéria e decidirem empreender no home office: faça deste trabalho a sua empresa, jamais equipare suas tarefas a uma renda extra. Você vai se surpreender com o resultado.
    Bjs,
    Lucia Aguiar

    • Olá Lucia, tudo bem? Super válida suas dicas e alertas. Realmente existem as duas situações, quem precisa de apenas uma renda extra e quem irá fazer um novo negócio. E daí sim, exige muito empenho e energia. Ainda mais se estamos falando de mães com crianças pequenas!
      Parabéns pela sua trajetória,

      Abraços

  • Nossa muito bom o blog, parabéns e sucesso para todas nós

  • É excelente trabalhar em casa. Ganha-se muito em qualidade de vida, em tempo para atividades pessoais, sem falar de não precisar ficar horas no trânsito. Hoje em dia, com quase tudo feito pela internet e pelo computador, é a tendência para os próximos anos. Eu trabalhei por três anos como freelancer para uma agência de publicidade, e neste ano abri minha própria empresa de assistente virtual, a Efetiva Assistente Virtual, na qual atuo principalmente desenvolvendo ferramentas de controles gerenciais para empresários. Com certeza terei muitas vantagens para quando decidir ser mãe!

  • Muito bom o blog! Ótimas dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *