Amamentar: para mães de primeira viagem

Sonho, desafio, missão, direito, trauma, polêmica. Amamentar é tudo isso ao mesmo tempo e acontece num momento delicado: logo após o parto.  Mas é com tranquilidade, confiança, apoio e informação que você irá vencer mais essa etapa da maternidade.

Amamentar: para mães de primeira viagem
Especial,  Saúde,  Ser mãe
5 de agosto de 2015

Ser mãe, às vezes, parece uma prova de obstáculos. Você vence o primeiro desafio, já se depara com o seguinte. Se tudo começa com o parto, na sequência já vem a hora de amamentar. Um momento delicado para a mãe e para o bebê, tanto emocionalmente como fisicamente. O mais importante é entender que amamentar é um exercício de paciência e persistência. E principalmente: você também irá conseguir!

como-amamentar-seio interior

Interior do seio. Imagem: Milena Stahsefski – Areté fotografias

chave para conseguir driblar os medos e até os “ruídos” externos que tanto atrapalham a mãe nesse momento, é uma só:  se munir de informação correta sobre como amamentar. Com ajuda da especialista em amamentação Grasiela Taborda Kemczenski, selecionamos pontos fundamentais para que você inicie a importante jornada de amamentar seu filho, sentindo-se segura e confiante.

Vamos lá!

1 – Como me preparo para amamentar, ainda durante a gestação?

Tomar sol no bico do seio, passar casca de banana, esfregar o bico do seio com a toalha, existem muitas “dicas caseiras” que ouvimos por aí. Porém o mais importante é orientação sobre a técnica correta para amamentar. Isso quer dizer: posição do bebê e da mãe, pega (forma que o bebê abocanha o bico do seio) e tranquilidade.

Amamentar é oferecer o alimento mais completo e perfeito ao seu bebê. Mas, além de alimentar a mãe está dando carinho, afeto e proteção ao recém-nascido”, explica Grasiela.

2 – Por onde começo?

O primeiro passo para amamentar é acreditar em você mesma e ouvir seus instintos. É preciso um tanto de tranquilidade interior, aceitar as emoções fortes que está vivendo e entender que terá que aprender a conviver com elas. Tenha a certeza que você é capaz de amamentar seu filho, seu leite é bom para ele e você consegue dar conta desse desafio. O primeiro passo da amamentação é interno.

3 – Como deve ser o ambiente onde a mãe irá amamentar?

como-amamentar-seio-amostra

Apoio, tranquilidade e confiança! Milena Stahsefski – Areté fotografias

Não é preciso uma poltrona ideal, um papel de parede, luz indireta ou almofada especial. Sim, tudo isso é bacana, mas o fundamental na hora da amamentação é que a mãe concentre-se nos cuidados com o filho. O principal motivo é que você não gaste energia com coisas desnecessárias na hora de amamentar. Isso porque o descanso é fundamental para a produção de leite, por isso existe a máxima: quando o bebê dorme, a mãe dorme também! Nada de ficar respondendo e-mails ou mensagens!

Para amamentar é preciso ter o apoio de toda a família, principalmente logístico. O papel do pai nessa hora é ser esse apoio em qualquer lugar, seja em casa, num restaurante, ou até durante um passeio. É fundamental que ele também lembre-se de transmitir tranquilidade para a mãe e filho.

Não se esqueça da hidratação e alimentação. Beba muita água, sempre tenha uma garrafinha de água do lado quando for amamentar. E claro, alimente-se bem!

Como amamentar?

1 – Posição da mãe:

A mãe deve estar sentada confortavelmente, com a coluna bem reta e com uma almofada para apoiar o braço. Não precisa ser almofada específica de amamentação, pode ser um travesseiro desses da Nasa, ou qualquer suporte que te ajude a apoiar a criança e relaxar os ombros. No início o bebê mama lentamente, você precisa estar confortável porque irá passar muito tempo nessa posição.

2 – Posição do bebê e do mãe:

O bebê deve estar barriga com barriga com a mãe, os bracinhos envolta do seu corpo, abraçando-a e a boca aberta para fazer a pega. Então a mãe leva o bebê até o peito encontrando a posição ideal. O uso da almofada é para apoiar o braço que segura a criança.

Sobre a pega (posição da boca do bebê na hora da amamentação)

Para que a amamentação ocorra sem dor ou machucados o bebê precisa abocanhar toda a auréola do seio e não apenas o bico. (Ver foto) Para ajudar no início do aprendizado (da mãe e do bebê) a mãe deve colocar o bico na boca da criança fazendo uma pinça com os dedos (ver foto). Dessa forma acontece a amamentação sem dor.

Importante dizer que a descida do leite acontece em TODAS as mulheres. Porém algumas ficam muito tensas, ai então acontece o ingurgitamento e outras dificuldades. A tranquilidade é o mais importante. Não tenha medo, nem vergonha de pedir ajuda. A amamentação e um exercício de paciência e persistência. Você vai conseguir!

Depoimentos sobre amamentação

Amamentar nem sempre é fácil. Mesmo com informação e força de vontade, pode ser que você encontre dificuldades. Muitas mulheres vivem verdadeiros dramas quando o assunto é amamentação. Algumas das principais queixas é quanto a interferência de outras pessoas e até conselhos médicos equivocados. Veja esses depoimentos e saiba que existe dificuldades também:

Amamentar virou uma missão quase impossível, principalmente nos grandes centros urbanos. A ilusão de que ter acesso a livros, palestras e cursos basta, logo se desfaz. Amamentar sem ter herdado este conhecimento como tantos outros que envolvem a maternidade é um desafio e tanto. Nos sentimos solitárias, desamparadas, assustadas, em meio a tantas informações e cobranças! – Chris Nicklas, mãe de gêmeos, apresentadora de TV, idealizadora do projeto “Amamentar é…  \\ Continue lendo

 

Ficava muito triste e angustiada, me sentia culpada por não conseguir amamentar como eu sonhei durante a gravidez. As pessoas ao meu redor, não por maldade mas por ignorância, incentivavam cada vez mais que eu desse o complemento para o bebê, pois ele estava com fome. E assim eu fiz. E a corrente começou: ele não mamava tranquilamente no peito, eu dava o complemento, ficava triste e desesperada e o leite secava. – Danila Serafim de Brito, mãe e leitora da Mãezíssima \\ Continue lendo

 

Amamentar nem sempre é fácil como sonhamos, mas vale muito a pena acordar quantas vezes forem necessárias para amamentá-los. Esta fase inicial passa rápido, e pode acreditar: um dia você irá voltar a dormir a noite toda com tranquilidade. – Babi L. Machado, mãe de gêmeos e leitora da Mãezíssima. \\ Continue lendo

Últimas informações importantes:

  1. Leito materno é o alimento ideal e completo para o bebê.
  2. A Organização Mundial de Saúde recomenda a amamentação exclusiva até os seis meses de idade do bebê.
  3. Amamentar é grátis! Aproveite!
Imagens: Milena Stahsefski - Areté fotografias

Para a produção desse texto contamos com a consultoria da enfermeira Grasiela Taborda Kemczenski. Ela é especialista em amamentação e ajuda inúmeras mães a vencer esse desafio todos os dias. Contatos: leitedopeito@gmail.com \\ http://www.deleitedopeito.com.br/ \\41 9624-3069

Grace  I. Barbosa ─ MãezíssimaGrace Barbosa - Autor do Mãezíssima

Idealizadora e fundadora da Mãezíssima. Mãe da Julia, jornalista, escritora e empreendedora. Aprendendo todo dia a ser uma mãe possível. Amante das boas histórias e de compartilhar conhecimentos que realmente fazem a diferença na vida dos leitores.

posts relacionados

Comments are closed.